INQUÉRITO DEBAIXO DE SETE CHAVES

Repousa na Delegacia de Polícia de Várzea Alegre um inquérito que deveria apurar irregularidades nas obras de abastecimentos d’água dos sítios Caldeirões e Pau D’Arco, obras das primeiras gestões de Zé Hélder.

As notas fiscais da obra são da empresa de fachada Soares e Silva, de propriedade de Patrícia Adriana Soares dos Santos, (esse nome, em breve, se tornará bem familiar) aquela do saneamento, contra quem há pedido de prisão em Jucás, pelos mesmos motivos: venda de notas fiscais.

Vereadores já protocolaram ofício ao Delegado de Várzea Alegre, em data de 14 de setembro de 2016, requerendo cópias do inquérito.

Ofício não atendido, apesar da promessa do então Delegado.

Tem problema não. A polícia Federal, em breve, vai tomar conhecimento do assunto.

O assunto é federal!