Zé Hélder não deixou dívidas? II

A folha da prefeitura em 2012 – gestão Zé Hélder – era explosiva, com conseqüências diretas nas guias do INSS e FGTS. Isso teria provocado uma dívida insuportável, empurrada para o ano seguinte.

Vanderlei teria pagado toda essa conta, sem reclamar. Alguém contesta? Pois apresentem os números, oponente publica.

Diante dos ataques feitos ontem na Câmara pela vereadora Luciana,

sobre dívidas de INSS e FGTS, bom seria se os vereadores fossem até o ano de 2013 e verificassem o quanto foi pago por Vanderlei de folha e respectivos encargos relativos ao período de Zé Hélder.

Procurem vereadores!

Não permitam que apenas uma versão, a da vereadora, seja a única, pois, em assim sendo, tornar-se-á verdadeira.

Já que a vereadora mencionou débitos deixados de 2004 para 2005 e depois de 2016 para 2017, porque silenciou com relação à transição de 2012 para 2013?

Com a palavra os senhores vereadores.