Dakson explica com clareza, enquanto o debate cai no mundo do tecnicismo contábil

O ex-secretário Dakson afirmou que os pagamentos previdenciários relativos a dezembro e décimo terceiro que foram deixados para janeiro, em primeiro lugar não poderiam ser pagos em dezembro, pois as guias são concluídas já em janeiro.

Depois, as quantias declaradas foram cobertas pelos respectivos valores deixados em caixa, assim como determina a lei.

Portanto, é mentira o blá blá blá da nova gestão que saiu afirmando que teria pago uma dívida astronômica.

Lamentável que o debate tenha desembocado em um festival de termos contábeis, o que em vez de clarear, somente atrapalhou o entendimento.