IMPRENSA BAJULADORA

Imprensa bajuladora é assim mesmo, se contenta com apenas um trecho onde a avenida estaria iluminada.

Em primeiro lugar, o renomado e isento repórter admite que, DEPOIS DE ANOS ele consegue fazer caminhada COM PARTE da avenida iluminada.

Ou seja, ele admite que o chefe dele jamais acendeu as luzes da avenida, o que é um crime de conseqüências graves, gravíssimas.

Depois, ele assume que apenas parte da avenida está iluminada, e, pasmem, comemora. Sei não!

Esse negócio de só um pouquinho… Hum!