A violência destruindo Várzea Alegre e a turma ainda brinca

O brilhantismo da festa do padroeiro de Várzea Alegre foi apagado pela maior onda de assaltos, furtos, roubos e casos de violência da história do nosso município.

Não há uma família que não tenha sido vítima.

E a turma, indefesa, ainda encara o problema com humor e criatividade.

Veja uma das postagens (milhares) exibidas nas redes sociais: