Vereador Márcio Henrique não suportou tanta politicagem barata

 

Todos são testemunhas da politicagem rasteira que se tornou rotina quando o gabinete do vice-prefeito funcionava na secretaria de saúde do município.

Márcio Henrique como vereador e médico, sabedor e conhecedor dos problemas da saúde do município, não suportou tanta politicagem.

As ações de saúde pública não podem se misturar com politicagem eleitoral, sendo notório que o vice-prefeito só pensa em seu destabalhoado projeto pessoal desesperado de candidatura a prefeito.

Mas uma vez Zé Hélder fica do lado da politicagem, porém as coisas estão mudando e ainda há políticos que não se dobram tanto, não se rebaixam tanto.

E Márcio Henrique, corretamente, não aceitou que se transformasse uma secretaria de saúde, como fez Fabrício, em um comitê de politicagem das mais rasteiras.

A emoção do vereador demonstrou, por si só, o quanto foi doloroso para ele dizer não à politicagem, para dizer sim à sua consciência.

Vergonha para Zé Hélder, que não bota freio em Dr. Fabrício; de parabéns Márcio Henrique pela decisão corajosa e soberana.