Câmara municipal a caminho da humilhação

É lamentável o grau de insignificância que o poder legislativo municipal está atingindo.

Apesar do desempenho brilhante da oposição, e da postura corajosa, pois elogiável de Márcio Henrique, infelizmente o regime presidencialista retira a quase totalidade da autonomia do vereador individual, principalmente o de oposição, auferindo poder absoluto ao presidente.

O resultado é uma Câmara de joelhos, lamentavelmente.

Saudade dos tempos de Luis Luciano, Zé Batista ou Joaquim Frutuoso.