Vereador Márcio Henrique alertou Zé Hélder, que preferiu ficar do lado da suspeita, da enganação.

Em tom emocionado o vereador Márcio Henrique demonstrou grandeza, estatura, equilíbrio e coragem quando falou, da tribuna da Câmara, que ligara para Zé Hélder e pedira para que ele retirasse o projeto da pauta.

Entre o bom senso e a canalhice, Zé Hélder se afastou da sensatez proposta pelo vereador e insistiu no projeto suspeito, nefasto e contrário aos interesses do município.

Márcio Henrique, a história política de Várzea Alegre haverá de te reconhecer.

Parabéns!

Projeto indefensável

Ainda sobre o projeto de lei que autorizava a troca do terreno do município que vale mais de 200 mil reais por outro que saiu de graça, depois que os vereadores interromperam a tramóia:

O simples fato de o particular haver doado o terreno, já é prova suficiente de que a negociação era uma enganação de quinta categoria. O Ministério Público deveria se inteirar disso, e logo.

Repórter Marco Filho passa dos limites em esnobação ao conjunto dos vereadores. Contrato que a emissora tem com a Câmara deveria ser rescindido imediatamente.

Depois de ver um suspeitíssimo projeto de permuta de terreno ser rejeitado soberanamente pela maioria dos vereadores, o repórter levou ao seu programa de bajulação rasteira o presidente da câmara e o dono do terreno, que passaram meia hora protagonizando um espetáculo de achincalhamento dos próprios vereadores.

Quem assistiu ao programa teve a sensação de que os vereadores que votaram contra o projeto causaram um grande mal à população. Deu vontade de vomitar com o espetáculo.

O contrato deveria ser rescindido imediatamente.

O repórter, que deveria, no mínimo, levar o contraditório ou ampliar a participação aos vereadores que votaram contra, ao contrário, montou um teatro ridículo, onde se pretendeu esconder os verdadeiros e imorais motivos que levaram os gestores dos dois poderes a insistirem em projeto tão horroroso. A entrevista se transformou em uma defesa do projeto imoral e corrupto. A credibilidade do jornal vai ao fundo do poço.

A bancada de oposição precisa se reunir e exigir a imediata rescisão desse contrato.

VEREADORES DA OPOSIÇÃO E MÁRCIO HENRIQUE EM APENAS UMA SEÇÃO FIZERAM POR MERECER TODO O RECONHECIMENTO PELO MANDATO INTEIRO. RESULTADO: EVITARAM O MAIOR GOLPE JÁ MONTADO NESSA GESTÃO.

A Câmara de vereadores rejeitou projeto de lei de autoria do prefeito Zé Hélder que autorizava a permuta de um imóvel do município, ali perto do CREVA, área nobre da cidade, por outro de um particular na periferia da cidade, área abandonada pelo poder público, pertinho da Serrinha.

Com a rejeição, o plenário impediu um golpe, uma trama que tinha como finalidade um verdadeiro ASSALTO ao povo de Várzea Alegre.

Oponente explica: De acordo com a mensagem do prefeito, o terreno  da prefeitura foi avaliado em 228 mil reais. Anote bem: DUZENTOS E VINTE E OITO MIL REAIS.


Esse terreno, que, portanto, vale uma fortuna, localizado perto do CREVA, seria trocado por outro, em um terreno de péssima qualidade, em área abandonada pela gestão, já perto da Serrinha, que sofre com a falta de saneamento, com epidemias de dengue, calazar, com altos índices de violência; portanto um terreno que não vale o que está na perícia fraudulenta.

Pois bem, depois da rejeição ao projeto de lei, o particular – Zé de Zaqueu – fez a doação ao município.

Viram o quanto esse terreno não tinha valor?

Viram como o dono do terreno foi capaz de doar o imóvel na tentativa de atrair urbanização para valorizar seu loteamento?

Não faz sentido o município oferecer um terreno tão caro, por outro terreno que logo foi dado de graça. Seria muita bondade! Os chefes dos poderes executivo e legislativo se atreveram, com essa negociação, a fazer o povo de idiota.

Você acha que essa negociação se deu de forma inocente? Você acha que nessa negociação os autores dela não iam ganhar nada?

Ou seja, o terreno que foi dado de graça, seria trocado por outro que vale, pela avaliação do próprio município, 228 mil reais. Isso é um acinte!!!!

Os autores desse projeto devem estar revoltados, pois perderam a oportunidade de mais um ato de ROUBALHEIRA, este é o nome dessa tramóia absurda que, felizmente foi rejeitada com o voto dos 6 vereadores que corajosamente votaram contra.

Parabéns DEDÊ, RIBAMAR, PEDRO BITU, MICHAEL, MARCELO E MÁRCIO HENRIQUE, este último pela coragem de não compactuar com tamanha maracutaia, sendo ele do partido deles.

Parabéns a todos, pois apenas hoje trabalharam por 4 anos.

O povo de Várzea Alegre, verdadeiramente representado pelos seis vereadores que impediram esse roubo descarado agradece.

Depois o senhor Zé Hélder ainda tem coragem de afirmar que os vereadores de oposição só atrapalham. Nesse caso, prefeito, é verdade mesmo, eles atrapalharam isto sim, essa grande roubalheira!!

Várzea Alegre debaixo da mentira

É impressionante o tamanho da desfaçatez do prefeito e seus aduladores, tipo esse Batista Júnior ou mesmo Marco Filho, que não se cansam de enganar a população, tudo para tentar blindar a imagem de Zé Hélder.

No caso da inadimplência do município, Zé Hélder já processou Vanderlei, artifício usado para tentar sair de uma inadimplência cuja culpa era dele, Zé Hélder. Vanderlei precisa agir e rápido contra essa agressão. Apesar disso, essa gente se expõe para mentir, deturpar, enganar.


Ocorre que o convênio que mais vem prejudicando o município é aquele no valor de 3 milhões de reais, que seria para fazer o saneamento da cidade e que foi desviado com o auxílio de notas fiscais fraudulentas, de falsificações de documentos, de saques realizados quando não havia quase nada construído, fato que ganhou um roteiro muito bem delineado de um Procurador Federal junto a Justiça de Juazeiro – uma ação penal -, hoje tramitando no TRF5.

O saneamento de Zé Hélder, nas palavras do Ministério Público, foi desviado através de uma teia complexa de ações criminosas que culminou em um processo, no qual o Procurador Federal pede a condenação do prefeito em 7 crimes. Na FUNASA, Zé Hélder é condenado a devolver quase 1 milhão de reais por causa desse convênio. Por causa desse convênio Várzea Alegre segue em situação de INADIMPLÊNCIA. Cadê Marco Filho com a verdade? E Batista?

É esse o motivo da inadimplência que Várzea Alegre enfrenta hoje. Ocorre que Marco Filho e Batista Junior sabem disso. Porém, o enredo que levam a público é outro, falsificado e mentiroso.

Até quando essa imprensa vai tentar manter uma imagem na base da mentira, da desfaçatez e da bajulação?

O prefeito segue pintando e inaugurando quebra molas, enquanto isso o povo arca com as consequências.

Fotografia deveria ir ao LIXO!!!!

Quando se pensa que não há mais espaço para o ridículo, para o atraso, para o assombro eis que de repente tudo resurge.

Enquanto nos estados e municípios Brasil afora os gestores estão abandonando essas fotografias horrorosas, arcaicas fixadas nas paredes das repartições, aqui, além da foto do prefeito (já desnecessária), pois agora vem essa do vice, simplesmente deplorável. É muita cara de pau. O povo não suporta mais pagar caro por esse tipo de coisa simplesmente horrorosa, descabida.

HAJA ESTÔMAGO!!

Francamente!!!

Acorda prefeito!!!!

Enquanto a população de Várzea Alegre sofre um verdadeiro inferno com os casos de furtos e roubos, o prefeito, completamente alheio à realidade, se vangloria de estar fazendo calçamentos.

Não que tal obra não seja boa, mas, definitivamente, nao é prioridade, principalmente quando se observa os preços das obras e, principalmente, os meios que ele usa para construí-la.

Sobre isso, voltaremos em outro post.

ZÉ HÉLDER: Dois pesos e dois discursos. Quando não está no poder a culpa é do prefeito, nem que este seja um aliado. Quando assume o poder, a culpa é dos outros!

O prefeito Zé Hélder, usando e abusando do espaço comprado e caro na mídia de Várzea Alegre, tira o corpo de banda na questão dos milhares de assaltos e furtos e roubos que assombram nosso povo.

Acontece que quando para massacrar e tentar humilhar o seu antecessor, em campanha, recentemente, ele encarou o problema, botou culpa na gestão municipal  e simplificou a solução.

Hoje ele bota culpa em Camilo.

A violência destruindo Várzea Alegre e a turma ainda brinca

O brilhantismo da festa do padroeiro de Várzea Alegre foi apagado pela maior onda de assaltos, furtos, roubos e casos de violência da história do nosso município.

Não há uma família que não tenha sido vítima.

E a turma, indefesa, ainda encara o problema com humor e criatividade.

Veja uma das postagens (milhares) exibidas nas redes sociais: