VAMOS AOS FATOS VII

No dia 08 de fevereiro de 2011, atendendo a ofício dos vereadores, a FUNASA enviou fiscal a Várzea Alegre.

O resultado da fiscalização não poderia ter sido diferente: Um monte de irregularidades e a comprovação de desvios de dinheiro, com a respectiva ordem de devolução de mais de 500 mil reais.

A FUNASA SÓ AJUDA A ZÉ HÉLDER

Atropelando a lei, a FUNASA se negava a inscrever o município de Várzea Alegre em Tomada de Contas Especial, graças às interferências políticas de ZH.

Enquanto isso ZH ia protocolando pedidos de prorrogação de prazos.

O MINISTÉRIO PÚBLICO ENTRA NA FISCALIZAÇÃO

Diante da gravidade dos fatos, e por não confiar na FUNASA, o Ministério Público, através da 5ª Câmara de Coordenação e Revisão /MPF, realizou fiscalização em datas de 13 e 14 de DEZEMBRO DE 2011.

Veja que a fiscalização do MPF foi realizada no final do ano de 2011, quase 1 ano após ZH  ter reiniciado as obras e afirmado que havia concluído, de novo, o saneamento.

 

Qual a conclusão do MP?

Que ZH desviou R$ 894.937,66 (quase novecentos mil reais).

Isso após ZH ter revirado de cabeça para baixo parte da cidade escavando ruas causando, até hoje, grandes transtornos a toda a população.

AFINAL, DEPOIS DE TUDO A OBRA FOI FEITA?

Todas as ruas que vão da rodoviária ao conjunto habitacional João Hélio Costa, no Riachinho, não receberam saneamento.

As obras que ZH alega ter feito nas lagoas de estabilização não existem. Lá jamais foi feito qualquer coisa. Isto será novamente periciado e entregue à FUNASA e ao MP. A qualidade das obras em geral é péssima.

ESTRATÉGIA DE ZÉ HÉLDER

Hoje existe uma defesa na FUNASA que está sendo analisada pelos técnicos do órgão.

Na defesa, ZH tenta de todas as formas aprovar a prestação de contas. Para isto ele conta com interferências políticas, que se demonstradas, é bom que ele tenha cuidado, pode ser interpretado como obstrução à justiça.

ENTÃO O PROBLEMA CONTINUA?

Em visita à FUNASA os vereadores Marcelo e Zé Batista foram informados que, além da inadimplência, há uma imposição da FUNASA para que Zé Hélder devolva mais de 550 mil reais – valores ainda a serem corrigidos, que ele tenta a qualquer custo modificar.

Oponente seguirá atento.

E SE NÃO APROVAR?

Se não aprovar o município seguirá inadimplente, fato que acarretará sérios prejuízos, pois não mais poderá receber recursos.

O pior é que o município já vem em situação de inadimplência há mais de 3 anos, o que ocasionou terríveis conseqüências à administração do prefeito  Vanderlei Freire, o qual, em momento algum foi a público para culpar ZH, tampouco moveu ação contra o mesmo, única forma de tirar o município da inadimplência. Vanderlei agüentou as consequências calado e depois ainda recebeu o troco.

E NA JUSTIÇA?

Zé Hélder contratou o melhor advogado criminalista de Fortaleza para defendê-lo e aos demais Réus amigos e assessores seus.

Sobre qual estratégia a defesa adotará, Oponente não tem a menor informação, mas seguirá atento ao processo.

E QUEM É PATRÍCIA ADRIANA SOARES DOS SANTOS?

É a proprietária da empresa “Soares e Silva” uma das ganhadoras da licitação do saneamento.

Esta senhora encontra-se foragida da justiça. Ninguém sabe o seu paradeiro.

Ela é processada em diversos municípios, acusada de vender notas fiscais a prefeitos para desvios de verbas públicas.

No município de Jucás PATRÍCIA ADRIANA SOARES DOS SANTOS é Ré em um processo penal sob a alegativa de vender notas fiscais para desvio de verbas naquele município.

No processo, as notas fiscais falsas ali apresentadas possuem fortes conexões com outras utilizadas em obras em Várzea Alegre na gestão passada de Zé Hélder.

Na Justiça de Jucás o MP pediu a prisão preventiva de PATRÍCIA ADRIANA SOARES DOS SANTOS, mas a mesma ainda não foi encontrada.

Eram desses quilates as parcerias de Zé Hélder!